O Departamento Estadual de Trânsito (Detran-BA) está com dois editais abertos com oferta de veículos a partir de R$2 mil. São 610 lotes com veículos conservados e sucatas aproveitáveis disponíveis em Salvador e mais oito cidades do interior do estado.

Entre os destaques estão um Chevrolet Classic LS, com lance inicial de R$3.000,00, no município de Camaçari. Já no lote 0023, consta um Citroen C3 com avaliação inicial de R$2.000,00, que está no pátio do Detran em Feira de Santana.

Outro destaque é a moto Honda CG/160, também com lance inicial de R$2.000,00 na cidade de Jequié. Em Salvador, está disponível um Renault/ Kwid Intens 10mt com valor inicial de R$5.000,00.

Podem participar dos leilões pessoas físicas e jurídicas, desde que atendam aos requisitos detalhados no site do Detran-BA na aba “edital”. Já para o leilão de sucatas aproveitáveis, a oportunidade é somente para as empresas credenciadas no ramo de desmonte. Para participar dos lances é preciso acessar o site dos leiloeiros oficiais Cravo Leilões e KC Leilões.

De acordo com a presidente da Comissão de Leilão, Júlia Sanches, muitos veículos e sucatas que integram o leilão têm sua origem em atos fiscalizatórios e outros encaminhados por unidades policiais já habilitados para venda.

“A vantagem dos certames está no custo-benefício desses bens, vendidos a preços inferiores aos praticados no mercado, cerca de 30% mais baratos. Já as sucatas, os valores são ainda mais atrativos”, pontuou.

No interior, os leilões devem ocorrer nas cidades de:

Alagoinhas
Barreiras
Camaçari
Feira de Santana
Jequié
Irecê
Santo Antônio de Jesus
Vitória da Conquista

Os interessados poderão visitar os lotes, presencialmente, do dia 20 ao dia 28 de junho e do dia 03 ao dia 09 de julho, seguindo o cronograma que pode ser consultado nos portais dos leiloeiros oficiais. Os lances acontecem de forma online e começam no dia 28 de junho. Os editais com todas as informações podem ser acessados no site do Detran/BA.

De acordo com a definição do Detran/BA, veículos conservados são aqueles em condições seguras para trafegar, após eventuais consertos e/ou substituições de peças, a cargo do arrematante. Já as sucatas podem ter suas peças reaproveitadas em outros veículos.

Fonte: G1