Sesab define que Santa Casa de Ruy Barbosa vai gerir Hospital Metropolitano; saiba detalhes

A novela sobre a definição de qual organização ficará responsável pela administração do Hospital Metropolitano, que fica em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), chegou ao fim. A Santa Casa de Misericórdia de Ruy Barbosa (SCMRB) recebeu nota 58,90 da Comissão Julgadora da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e vai gerir o equipamento pelos próximos 60 meses (5 anos).

As informações constam no Diário Oficial do Estado (DOE). O valor total do contrato firmado será de R$ 669.174.213,74 e deve ser assinado em até 30 dias, de acordo com a Sesab. No entanto, a pasta não informou se o valor a ser empenhado pelo Governo do Estado será pago à vista ou ao longo dos 5 anos.

A Santa Casa de Misericórdia de Ruy Barbosa (SCMRB) já havia recebido a maior nota (56,90 pontos) na avaliação anterior da comissão, dentre as cinco organizações que estavam concorrendo para administrar a unidade hospitalar

A empresa ficou à frente do Instituto Nacional de Amparo à Pesquisa, Tecnologia e Inovação à Saúde (INTS) que geriu a unidade de saúde de forma emergencial e temporária até o mês de dezembro do ano passado.

O INTS havia assumido a administração do Hospital Metropolitano em maio, após a Associação Obras Assistenciais Irmã Dulce (Osid), que também participou da licitação, encerrar o contrato. Além destes, a Associação de Proteção à Maternidade e Infância de Ubaíra - S3 Gestão em Saúde - e a Associação Brasileira de Entidades de Assistência Social (Abeas) também concorreram à gestão do Hospital Metropolitano, mas ficaram pelo caminho.

TENTATIVA E ERRO

A definição sobre a gestão do Hospital Metropolitano se arrasta há algum tempo e o atual processo licitatório é mais uma das tentativas da Sesab em encontrar a organização para gerir de forma oficial a unidade de saúde. Desde abril de 2021 foi iniciada uma tentativa de conceder a administração para a iniciativa privada.

Na oportunidade, o Governo do Estado publicou um edital que projetava a implantação, gestão, operação e ampliação do Metropolitano por vinte anos, porém nenhuma empresa apresentou interesse no serviço. Depois desta ocasião, mais três tentativas ainda chegaram a ser feitas, mas também não tiveram sucesso.

Fonte: Bahia Notícias
Foto: Divulgação Sesab



Compartilhar no WhatsApp

Postagens mais visitadas deste blog

CIPE Chapada prende homem com mandado de prisão em Ruy Barbosa

Dois homens morrem em acidente entre moto e veículo de prefeitura na Estrada do Feijão

Motoristas da Cidade Sol de Itaberaba, Ruy Barbosa e região podem parar atividades por reajuste salarial