Mulher tem hemorragia no olho após usar pomada de cabelo em penteado: 'minha córnea foi danificada'

Era uma noite de festa para celebrar a cultura negra em Salvador, quando a assistente social Beatriz Portela, de 28 anos, iniciou uma saga que terminou com três entradas na emergência oftalmológica, uma hemorragia ocular e a córnea danificada. A causa: pomada de cabelo.

O caso aconteceu no dia 27 de novembro de 2022, mas traz sequelas para ela até hoje. Beatriz usou uma pomada modeladora capilar da Muriel Cosméticos, que era liberada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O órgão determinou uma interdição cautelar do produto no dia 18 de janeiro deste ano. No entanto, a pomada e suas variações seguem sendo vendidas no site da marca. O g1 tentou contato com a Muriel, mas não conseguiu localizar um porta-voz da empresa.

"Eu fiz o penteado e, como meu cabelo é bem crespo, passei bastante pomada. Estava chovendo muito na festa e começou a escorrer. Aí meu olho começou a irritar muito. Como eu estava com lente de contato, eu achei que a irritação era por causa da lente. Eu nunca tinha ouvido falar nessa irritação por  causa da pomada", contou Beatriz.

"Cheguei a guardar notas fiscais e relatórios médicos, mas achei que não valia o desgaste. Eu vi depois um caso no Rio de Janeiro, que não tinha dado em nada, então desisti".


Fonte: G1




Compartilhar no WhatsApp

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Laudo confirma que a professora Raquel Teixeira foi atropelada na BA-046, em Ruy Barbosa

Oposição de Ruy Barbosa começa a se formar para disputar eleições municipais