Professores de Ruy Barbosa podem entrar em greve após assembleia que será realizada nesta quinta-feira
.

Uma nova assembleia para tentar negociar o reajuste de 33,24% dos professores do município de Ruy Barbosa será feito nesta quinta-feira Às 14h. Uma nota foi enviado para nosso site. Confira na íntegra da o relato da APLB Sindicato;

Após novo encontro entre gestor, secretária de Educação, Diretora Regional, Jurídico da entidade, Diretores locais, Representantes de conselho, os professores concursados de Ruy Barbosa entraram em Estado de Greve.

Pois, mais uma vez o gestor se nega a cumprir a lei do Reajuste do Piso Nacional, e ainda promete esta enviando pra Câmara de vereadores um projeto maldoso para destruir o Plano de Carreira do Magistério de Ruy Barbosa, este com lei específica homologada em 2004.

Desta forma, o prefeito retira de suas costas a responsabilidade e joga no colo dos vereadores rumos da educação do município. Na certeza de contar com o apoio em massa dos edis.

Infelizmente o gestor na reunião por diversas vezes instigou os representantes do sindicato a levar a categoria a entrarem em greve e procurar o Ministério Público para realizar denúncias, informando ainda que também buscaria a justiça para estarem impedindo o direito da greve.

Desta forma Informamos que a prefeitura age de forma incorreta, pois, os recursos do reajuste do piso já são verbas que o gestor vem recebendo desde janeiro, uma vez que o piso Nacional é baseado em valor aluno anual.

E baseado no trabalho realizado pelo sindicato e conselho nas folhas analíticas do município pudemos perceber que o gestor vem aumentando as contratações para provar que o reajuste causa impacto nas folhas de pagamento, pois para o mesmo é melhor contratar do que cumprir com seus deveres, com o pessoal efetivo onde, pela lógica, os direitos são dos mesmos, uma vez que entraram através de concursos, ou seja, pelos seus méritos e não por indicações políticas. Portanto são os efetivos os verdadeiros servidores de uma prefeitura, através dos anos de dedicação de uma carreira, pois são amparados por leis homologadas.

Na reunião ficou claro para os presentes já citados acima ,que o gestor não se importa com os alunos, e nem por uma educação de qualidade no município. Uma vez que o mesmo não demonstra nenhuma preocupação com esta questão e nos prejuízos que esta causando aos alunos e a categoria, sem contar com a rotatividade do comércio local. Onde é preferível para o prefeito ampliar o numero de gastos com temporários do que ajustar a rede e cumprir a lei .e isso fica claro e evidente que existem interesses ocultos com esse procedimento.

Diante da situação e do impasse na relutância do cumprimento da lei Federal, e do incentivo a greve dos professores pelo próprio gestor, só resta à categoria lutar pelos seus direitos através da greve.

Por isso desde o dia 25 de abril após a reunião, com o gestor e ao constatarmos o desrespeito do mesmo com a questão, reunimos com a categoria e estamos em estado de greve ate o próximo dia 28 /04 onde está agendada uma grande assembleia ás 14h00min, na sede do sindicato para tratarmos dos rumos da questão. Ou seja, se deverá entrar em greve ou não isso vai depender deste momento com a categoria.

Desta forma desde já pedimos desculpa a população de Ruy Barbosa aos pais, aos alunos.

A APLB SINDICATO



Postagem Anterior Próxima Postagem