Pedreiro é preso após confessar matar jovem e concretar corpo em parede de obra

 



Joice Maria da Glória Rodrigues, de 25 anos, estava desaparecida há mais de uma semana

Um pedreiro de 56 anos foi preso nesta terça-feira, 5, após confessar ter estrangulado com uma camiseta e concretado Joice Maria da Glória, de 25 anos, em uma parede. A jovem era moradora de São Vicente, no litoral de São Paulo, e estava desaparecida há mais de uma semana.
Segundo informações do portal G1, o corpo foi localizado em uma obra na qual o pedreiro trabalhava, na Rua Senador Lúcio Bittencourt, no bairro Esplanada dos Barreiros. De acordo com a polícia, um outro suspeito também foi detido.
Durante a investigação, a equipe de policiais apurou que a vítima esteve na rua em que fica localizada a obra, onde teria se encontrado com o pedreiro. Questionado sobre o caso, o suspeito informou que esteve com Joice até às 21h15 do dia de seu desaparecimento. A investigação foi conduzida por policiais da 3ª Delegacia de Investigações sobre Homicídios do Deic Santos. A jovem estava desaparecida desde o dia 27 de setembro.

Inicialmente, o pedreiro relatou que manteve relações sexuais com a vítima, utilizado drogas, no entanto, depois disso, ela teria ido embora do local. Ele alegou ainda que a jovem parava no local esporadicamente para falar com ele, mas que não sabia do seu paradeiro.
O proprietário do terreno, após ser questionado pela polícia sobre áreas concretadas ou frescas no local da obra, observou que, no banheiro do piso térreo, embaixo da escada, o vão havia sido fechado com um acabamento mal feito. Ao golpear o local, ele sentiu um forte odor e acionou a polícia civil. A vítima estava nua, com uma camiseta preta enrolada ao pescoço.

Os Policiais se dirigiram à residência do pedreiro e o prenderam em flagrante pelo crime de ocultação de cadáver. Segundo as autoridades, ele confessou ter matado a vítima estrangulada com uma camiseta, depois de ter mantido relações sexuais com ela.

O homem ainda informou a participação de um segundo suspeito, de 35 anos, que também foi preso. Os dois foram ouvidos na delegacia e permanecem à disposição da Justiça. Até o momento, não há informações da motivação do crime.

Fonte: O Dia
Postagem Anterior Próxima Postagem