Batida entre caminhão e ônibus de Jacobina deixa 24 pessoas mortas e seis feridas na BR-324

 Uma batida entre um caminhão e um ônibus de turismo deixou 24 pessoas mortas e 6 feridas na noite de domingo (7), na BR-324, em trecho da cidade do São José do Jacuípe, no norte da Bahia, a cerca de 290 km de Salvador.

Segundo informações do coordenador da Brigada Anjos Jacuipenses, Lucival Souza, que atuou no resgate das vítimas, o acidente aconteceu por volta das 22h30, no km 381, próximo da cidade de Gavião, no sentido de Jacobina.

As 24 vítimas que morreram são: 21 passageiros do ônibus de passeio e três pessoas que estavam no caminhão. 23 delas morreram no local do acidente e uma após ser levado para um hospital da região. A Prefeitura de Jacobina informou que morreram 17 mulheres e 7 homens.

Ainda não há informações sobre o que causou a batida. O caminhão transportava mangas.

A Brigada Anjos Jacuipenses informou que uma das vítimas feridas foi levada para o hospital da cidade de Capim Grosso e as outras cinco para uma unidade de saúde de Nova Fátima.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que algumas das vítimas foram transferidas para hospitais de Salvador e Feira de Santana. Não há detalhes sobre o estado de saúde delas.

De acordo com a PRF, a pista, por volta das 6h30 desta segunda-feira (8), seguia interditada.

Os passageiros do ônibus estiveram na praia de Guarajuba, distrito turístico de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, e tinham Jacobina como destino.

Em nota, a Prefeitura de Jacobina lamentou o acidente e informou decretou sete dias de luto oficial no município. Afirmou ainda que organiza um velório coletivo no ginásio de esportes municipal. Ainda não há previsão de data e horário.

A gestão municipal afirmou ainda que também atua para agilizar a liberação e transferência dos corpos para Jacobina.

Fonte: G1 BA



Compartilhar no WhatsApp

Postagens mais visitadas deste blog

Duas pessoas morrem após serem atropeladas na Vila Nova, em Ruy Barbosa

Escritório de contabilidade desaba no Centro de Ruy Barbosa