Duas pessoas morrem por doença causada por infecção no cérebro na Bahia; outras três estão infectadas

 Duas pessoas morreram com a doença de Creutzfeldt-Jakob, causada pela infecção Encefalopatia Espongiforme Transmissível Humana na Bahia, este ano. Outras três pessoas estão infectadas, sendo que duas delas estão hospitalizadas. Os casos não têm relação com o consumo de carne contaminada pela Encefalite Espongiforme Bovina – popularmente conhecida como "vaca louca".

As informações foram divulgadas nesta segunda-feira (10), pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) e pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A doença, que é degenerativa, não tem uma causa definida. No entanto, uma das variantes da doença de Creutzfeldt-Jakob é causada pelo consumo de carne contaminada pela "vaca louca".

Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 90% dos indivíduos infectados morrem em até um ano. Todos os pacientes contaminados com a doença de Creutzfeldt-Jakob na Bahia são residentes de Salvador. A Sesab não detalhou se eles consumiram carne contaminada.

As duas pessoas que estão hospitalizadas tiveram casos confirmados no dia 6 de outubro, e o estado de saúde delas não foi divulgado. A Sesab também não informou quando os outros dois pacientes morreram. O quinto paciente tem estado de saúde em investigação pela Vigilância Epidemiológica estadual. O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) acompanha a situação da doença no estado.

No último ano, três casos de doença de Creutzfeldt-Jakob foram confirmados entre Salvador, Simões Filho e Serrolândia. Dois deles morreram e o terceiro segue sob monitoramento.

Fonte: G1

Foto: Jefferson Peixoto/Secom PMS


Compartilhar no WhatsApp

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Laudo confirma que a professora Raquel Teixeira foi atropelada na BA-046, em Ruy Barbosa

Oposição de Ruy Barbosa começa a se formar para disputar eleições municipais