Jovem de Itaberaba sofre com doença rara e realiza campanha para custear tratamento

 


A jovem  Beatriz Rocha Alves, mora em Itaberaba onde há 5 anos teve um acidente. Uma amiga puxou a cadeira onde Beatriz estava sentada, caindo e teve uma fratura seguindo de um choque medular. Há 3 anos a jovem descobriu a siringomielia (pós-trauma). Uma doença rara, grave e que não tem cura. A mesma vem progredindo e é preciso fazer uma cirurgia para estagnar a doença.

O SUS não fornece o tratamento, pois é uma técnica que só era feita em Barcelona. Hoje tem um médico que realiza ela em Recife, fato que deu esperanças para Beatriz. A família e amigos estão realizando uma campanha para arrecadar R$ 50 mil reais para custear o tratamento. A jovem criou um perfil no instagram @todosporbea.  Lá tem a vakinha online e o número da conta (veja aqui).

“Qualquer quantia é bem-vinda, me ajude a ter uma qualidade de vida melhor.” Disse  ao site Ruy Barbosa Notícias. Beatriz tem 19 anos de idade e sofre com os sintomas da doença, como:  dores graves de cabeça, macha alterada, paresia progressiva de membros, atrofia muscular, perda de sensação para dor e temperatura, perda motora e deformidade da coluna, perda da sensação do rosto, músculos da língua pode enfraquecer e deteriorar, dificuldade em deglutir e falar, espasticidades, diminuição do tempo de vida, entre outros.

Postagem Anterior Próxima Postagem

correspond