Cultura de Ruy Barbosa escreve mais um capítulo de sua história com o lançamento da obra literária: “Vivências no Orobó: Memórias Poéticas”, do escritor e poeta Leonardo de Oliveira Santos - Ruy Barbosa Notícias | O Portal de Notícias da Cidade!

Cultura de Ruy Barbosa escreve mais um capítulo de sua história com o lançamento da obra literária: “Vivências no Orobó: Memórias Poéticas”, do escritor e poeta Leonardo de Oliveira Santos

No último sábado dia 15/06/2019 a cultura de Ruy Barbosa escreveu mais um capítulo de sua história: O lançamento da obra literária: “Vivências no Orobó: Memórias Poéticas”, do escritor e poeta Leonardo de Oliveira Santos. Leonardo (Léo como é conhecido, filho de Marlúcia) é filho de Ruy Barbosa e escreveu essa belíssima obra que retrata o processo de formação histórica de Vila do Orobó. Obra escrita de forma poética e que traz à tona a influência da cultura dos tropeiros, os regionalismos e tradições de um contexto histórico fascinante.

O evento contou com a participação de aproximadamente quatrocentas pessoas, em clima de festa e harmonia. Durante a noite de lançamento o autor Leonardo Santos recebeu os seus convidados e elaborou as dedicatórias nos respectivos Livros. 

A noite de lançamento da Obra: “Vivências no Orobó: Memórias Poéticas”, foi verdadeiramente um divisor de águas para a cultura da cidade de Ruy Barbosa. Isso pois, no evento houve a participação honrosa de inúmeros artistas Ruy Barbosenses, havendo apresentações musicais com Rafaela Melo, Weber Santana e a Banda The Virote capitaneado pelo músico Yulo Bueno. Muita poesia e também uma encenação teatral ovacionando e convidando a todos a conhecerem e reconhecerem a cultura que é produzida dia a dia na nossa Vila do Orobó.

Além dos shows músicas, do teatro e da poesia estavam presente o escritor Jumar Adorno, o Restaurador José Sampaio, o desenhista e caricaturista João Junior, o artista plástico Hernane Pontual, o fotografo Alécio Rodrigues, o Web designer e artista do mundo virtual Ricardo Viena, o escultor Raimundo Cebion além de inúmeros outros artistas que celebraram junto com o escritor e poeta Leonardo uma noite de valorização da cultura da Vila do Orobó. Importante registrar também a presença do artista plástico Salomão Zalcbergas, vindo das terras do Vale do Capão e do Escritor e Poeta Noedson Valois vindo de Morro do Chapéu para prestigiar a obra de lançamento do Livro “Vivências no Orobó: Memórias Poéticas”.

Perguntado pela reportagem do Ruy Barbosa notícia sobre o que estava achando do evento o autor Leonardo Santos respondeu:


LEONARDO SANTOS: “ O evento está sendo muito significativo para mim, é um marco na minha vida, um sonho realizado. Mas ele se torna sobretudo mais relevante porque está oportunizando para que todos os artistas de Ruy Barbosa, aqui presentes, possam apresentar seus trabalhos. Eu, como escritor, sei da dificuldade que todos nós enfrentamos e torço muito para que toda a produção de artes da nossa cidade de Ruy Barbosa seja reconhecida e valorizada. Aqui em Ruy Barbosa temos ESCRITORES, MÚSICOS, COMPOSITORES, CARICATURISTAS, POETAS, ESCULTORES, DESENHISTAS, RESTAURADORES, ARTISTAS PLÁSTICOS, FOTÓGRAFOS, ARTISTAS DO MUNDO VIRTUAL e todos merecem respeito e oportunidades para mostrar o que sabem de fazer de melhor: ARTE.

E gostaria de enfatizar Junior, que já existe um forte e grandioso movimento pela valorização da cultura da cidade de Ruy Barbosa. Afinal de contas a Vila do Orobó é uma Vila de Cultura.

Quero, também, agradecer a Tito Bala e toda equipe da Rádio Esperança FM que fez a cobertura integral do evento dando maior amplitude e alcançando muitos lares.”


Os livros “Vivências no Orobó: Memórias Poéticas” poderão ser adquiridos pelos interessados no escritório comercial da Empresa Recall Publicidade e Propaganda, com Ricardo Viena no endereço: Caminho 04, casa 10, Urbis e também com Cesar Lima na Loja Conexão Celulares.



A equipe do Ruy Barbosa Notícias Parabeniza Leonardo, nosso amigo Léo, por escrever a respeito da nossa terra e do nosso povo de forma a deixar registrada a história e a memória da nossa gente. Esperamos que o movimento cultural não pare e que novos momentos e novas obras continuem sendo elaboradas.