Ruy Barbosa Notícias | O Portal de Notícias da Cidade!: Emílio Odebrecht cita caixa 2 para Otto Alencar; Senador nega recebimento


Emílio Odebrecht cita caixa 2 para Otto Alencar; Senador nega recebimento




O senador baiano e presidente do PSD, Otto Alencar, teria recebido recursos de caixa 2. A informação consta na delação premiada de Emílio Odebrecht feita ao Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Lava Jato, de acordo com publicação do jornal O Globo.

Além de Alencar, o patriarca do grupo Odebrecht teria mencionado a mesma prática para políticos baianos como Jaques Wagner (PT), Geddel Vieira Lima (PMDB), Lídice da Mata (PSB), Jutahy Magalhães Júnior (PSDB), João Almeida dos Santos (PSDB), Antonio Imbassahy e Mário Kertész.

"E tenho certeza que todos eles tiveram, não tenho dúvida, quanto de uma forma e quanto de outra eu não sei, mas tanto a parte oficial como a parte do caixa 2", diz o delator, sem fazer referências a valores.

No casos de Otto Alencar e Antônio Imbassahy, atual ministro da Secretaria de Governo na gestão Michel Temer, não foram abertos inquéritos e ambos estão fora da lista do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin.

De acordo com Emílio Odebrecht, esses foram os políticos que pediram pessoalmente doações de campanha a ele.


Senador Otto Alencar nega recebimento irregularmente da empreiteira