Ruy Barbosa Notícias | O Portal de Notícias da Cidade!: Terceirizadas do Estado da Bahia: Você contrataria uma empresa para prestar serviços em sua casa e não fiscalizaria seus serviços?


Terceirizadas do Estado da Bahia: Você contrataria uma empresa para prestar serviços em sua casa e não fiscalizaria seus serviços?

6138aa88-af23-4777-b166-b5083d2a8d93


A Bahia é nossa casa e nossos filhos estudam nas Escolas Estaduais da Bahia, tais unidades recebem funcionários contratados de Empresas Terceirizadas do Estado para prestarem serviços de limpeza, vigilâncias, merenda, administrativo e etc.


Dando continuidade, o Governador Rui Costa manteve empresas da gestão Jaques Wagner e parece que não fiscalizou as empresas, continuando assim problemas que surgiram no final da gestão do Petista.


A grande dúvida dos pais de família terceirizados é a falta de fiscalização e como o Governador Rui Costa assina com uma empresa sem a qualidade de seus serviços? Quem são os donos dessas empresas? Para onde vai o dinheiro que o Governo diz repassar? São perguntas que mesmo com respostas não vão alimentar boca de filhos de terceirizados que estão passando fome com esse modelo ultrapassados funcionamento.


Recentemente após demissão de funcionários de diversas funções, foi a vez dos vigilantes que de acordo o secretário, o governo cancelou os contratos com empresas terceirizadas que não estavam adequados a Lei Anticalote


O secretário afirmou ainda que tem noção que a adequação e o esforço feitos pelo governo vão causar “um probleminha”. “Mas vai assinar um contrato pra acabar esse tipo de fragilidade”.


A piada do dia! Foi vinculada no site METRO1 a seguinte manchete: Governo garante funcionamento de escolas e diz que pagou terceirizada. Como o Governo paga empresas que há anos enganam os trabalhadores?


Eles dizem! Que, com os novos contratos, regidos pela lei, os direitos trabalhistas e indenizatórios dos funcionários estão garantidos. O problema é as trocas de empresas: MAIA DUZIA por seis.


Da redação / Ruy Barbosa Notícias. Autor: Junior Queiroz. 07/07/2016