Projeto Entregando a Esperança orienta população sobre o direito à entrega voluntária de bebês

Com o objetivo de orientar a população sobre o direito à entrega voluntária de bebês para adoção, e, dessa forma, prevenir o abandono, a entrega ilegal e o tráfico de crianças, o Tribunal de Justiça da Bahia (TJBA), por meio da Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ), promove a campanha “Entregando a Esperança”. A ação conta com apoio do Chefe do Judiciário baiano, Desembargador Nilson Soares Castelo Branco. 

O procedimento de entrega voluntária da criança para adoção, pela gestante ou mãe, é regulamentado pelo Poder Judiciário da Bahia. As mulheres interessadas podem expressar à vontade em hospitais ou demais estabelecimentos de assistência social ou de atenção à saúde, sejam públicos ou particulares. 

“A campanha Entregando a Esperança tem o viés de esclarecer as gestantes a procurarem o Poder Judiciário, ao invés de entregarem o bebê a quem não é preparado ou abandonarem nas ruas”, explica o Responsável pela CIJ, Desembargador Salomão Resedá. O projeto, sem data limite de finalização, distribuirá cartazes em estabelecimentos de saúde, a fim de conscientizar a população acerca da temática.

O Conselheiro Tutelar Joelton Lopes gravou um video com o Desembargador Salomão Resedá, onde explicou o processo entrega voluntária de bebês para adoção junto a Coordenadoria da Infância e Juventude (CIJ). Assista:

Compartilhar no WhatsApp

Postagens mais visitadas deste blog

Duas pessoas morrem após serem atropeladas na Vila Nova, em Ruy Barbosa

Escritório de contabilidade desaba no Centro de Ruy Barbosa