Governo do Estado disponibiliza mais de R$ 40 milhões em linha de crédito para mulheres empreendedoras

Empreendedoras do mercado formal e informal que atuam nas diversas áreas de produção, comércio ou prestação de serviços já podem recorrer a uma linha de crédito especial na Bahia. Trata-se do programa Credibahia Mulher, lançado nesta segunda-feira (17), no auditório da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), pelo secretário Davidson Magalhães. São cerca de R$ 40 milhões em recursos disponibilizados pelo Governo do Estado para fomentar negócios geridos por mulheres. O benefício oferece crédito de R$ 500 a R$ 5 mil e tem a menor taxa de juros do mercado, de 1,8% ao mês. Além disso, a beneficiária tem um prazo de até 24 meses para pagamento, com carência de seis meses.  

Conforme o titular da Setre, Davidson Magalhães, o CredBahia Mulher foi pensado visando facilitar crédito ao público feminino, que historicamente tem mais dificuldade em conseguir recursos em bancos privados. Segundo ele, outra característica do programa é a aposta na economia popular. “Inclusive, na Bahia, temos mais gente na informalidade do que com carteira assinada. E a economia popular depende de crédito, nós temos hoje uma crise de crédito no Brasil por conta das taxas de juros altas. Muitas empresas e famílias estão muito endividadas. Nada mais justo do que proporcionar crédito para as mulheres, que já são hoje 2/3 das que acessam ao microcrédito”.  

A possibilidade de investir em sua pequena pizzaria caiu como uma luva para Irinalva Pereira, moradora do bairro Marechal Rondon. Aos 49 anos, ela trabalha como empregada doméstica e faxineira, e incrementa a renda com a venda de pizzas, pratos para festas e outros quitutes. A expectativa é que com o recurso obtido no CredBahia ela profissionalize seu negócio com a aquisição de equipamentos. “O Credibahia Mulher está me dando essa chance de poder alavancar o negócio. Eu pretendo ampliar o negócio, com a compra de batedeiras grandes, liquidificadores e amassadeira. Também preciso investir um pouco em balcão, embalagens e tudo mais”, avaliou.

 O CrediBahia Mulher é um braço do CrediBahia, coordenado pela Setre, em parceria com a Secretaria de Políticas para as Mulheres (SPM) e da Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia).  De acordo com o detalhamento do superintendente de economia solidária da Setre, Wenceslau Júnior, as condições são facilitadas e os valores e prazos dependem da análise e aprovação da DesenBahia.  “São mulheres que atuam no setor de comércio, de produção, de alimentos, de serviços, que estão há pelo menos seis meses no ramo. Basta se dirigir a um posto do Credibahia, são 206  municípios com esse serviço, levar seus documentos e apresentar uma proposta”.  

 Como funciona 

1 – A empreendedora procura um posto do CrediBahia e solicita o empréstimo. Os limites de financiamento variam de R$ 500 até R$ 5 mil na primeira operação de crédito. O teto é de até R$ 21 mil para operações posteriores. 

2 – É preciso estar em atividade no mesmo município que tem posto do CrediBahia e possuir pelo menos seis meses de funcionamento na mesma atividade. Além disso, a empreendedora e o/a avalista devem apresentar documentos de identidade, CPF e comprovante de residência (água, luz e telefone). No caso de avalista, acrescenta-se o comprovante de renda (contracheque ou declaração de Imposto de Renda). 

Para saber se no município onde está situado o empreendimento existe uma sede do CrediBahia, a empreendedora pode acessar a lista no site da DesenBahia https://www.desenbahia.ba.gov.br.

 Repórter: Raul Rodrigues 

Fotos: Fernando Vivas/GOVBA





Compartilhar no WhatsApp

Postagens mais visitadas deste blog

Homem é levado pela correnteza na barragem do açude de Ruy Barbosa

Escritório de contabilidade desaba no Centro de Ruy Barbosa