Recenseamento no município de Ruy Barbosa iniciou nesta segunda-feira (01)

A partir de hoje, dia 1° de agosto, até o dia 31 de outubro deste ano, todos os domicílios do Brasil irão receber a visita do recenseador do IBGE, para a realização do Censo Demográfico 2022 - o maior levantamento estatístico do país.

Através dele, será possível o Brasil fazer uma fotografia precisa do Brasil, que norteará as políticas públicas em solo nacional pelos próximos 10 anos. Responder ao censo é importante não apenas para termos uma noção de quantos somos (número absoluto da população), informação que influencia diretamente na base de cálculo para o repasse do FPE (Fundo de Participação dos Estados) e FPM (Fundo de Participação dos Municípios) - verba federal dirigida a cada um dos municípios, de acordo com o tamanho de sua população – bem como para determinar o tamanho das representações políticas, ou seja, quantidades de vereadores, de deputados estaduais e federais. Mas não só isso. O censo demográfico também é significativo para sabermos como somos (características da população) e de que forma vivemos — informações relevantes para subsidiar o planejamento de políticas públicas. 

O censo é a única pesquisa que percorre os 5.568 municípios do país, gerando informações exclusivas sobre os municípios e suas subdivisões. Cada município é uma peça-chave, uma célula que unida a tantas outras irá formar a radiografia desse enorme país de proporções continentais que é o Brasil. 

O município de Ruy Barbosa, localizado na mesorregião do Centro Norte Baiano, é a sede da subárea que engloba os municípios de Wagner, Macajuba, Boa Vista do Tupim, Ibiquera e Lajedinho. A subárea, que pertence à área de Itaberaba, conta com um total de 65 recenseadores, dos quais 25 se encontram lotados no município-sede. São esses os recenseadores (vide foto) que, nos próximos meses, irão traçar o mais novo retrato do município de Ruy Barbosa, levantando informações sobre características da população, como trabalho e renda, imigração, nupcialidade, registro civil, dentre outras, e sobre suas condições de vida. Por isso, a importância de cada morador abrir a porta da sua casa para receber o recenseador do IBGE.

O recenseamento na subárea é coordenado por Diego Dias (Coordenador Censitário de Subárea) e, no município de Ruy Barbosa, gerenciado por Poliana Pereira (Agente Censitária Municipal) e tem a supervisão de Daian Queiroz, Nadedson Sampaio e Roney Boaventura (Agentes Censitários Supervisores).

Os dados fornecidos pelos moradores dos domicílios, durante o Censo 2022, são sigilosos (Lei do Sigilo Estatístico, 5.534/1968), isto é, os nomes dos informantes não serão divulgados. Todos os recenseadores contratados pelo IBGE estarão em campo devidamente paramentados com o colete oficial, boné, DMC (Dispositivo Móvel de Coleta) e crachá de identificação com o nome completo, número do RG e da matrícula do recenseador e, se houver dúvidas, a sua identidade poderá ser checada através do QR Code presente no crachá ou através do site respondendo.ibge.gov.br/entrevistador ou pelo telefone 0800 721 8181.

Ao todo, são cerca de 64 setores censitários em Ruy Barbosa, divididos entre a zona urbana e rural do município, que serão percorridos pelos recenseadores entre 1º de agosto até 31 de outubro – data em que termina a etapa de coleta do censo em todo Brasil.

Nos próximos três meses, Ruy Barbosa e os demais 5.567 municípios do Brasil, estarão juntos, unidos para traçar o mais novo retrato da população brasileira — sem deixar ninguém de fora. Por isso, receba o recenseador, responda ao censo e contribua para o futuro do Brasil.



Postagem Anterior Próxima Postagem