Número de mortes após chuva em Petrópolis sobe para 146; há ainda 165 desaparecidos
.


As tentativas de encontrar sobreviventes e resgatar corpos de vítimas da chuva em Petrópolis continuam neste sábado (19), apesar de interrupções temporárias devido à chuva. Segundo a Defesa Civil, sirenes de alerta foram acionadas e dois avisos já foram enviados por SMS e em grupos de comunicação com as comunidades para informar a formação de núcleos de chuva.


É o quinto dia de buscas ligadas à tragédia, que até o início da tarde deste sábado (19) deixou 146 mortos, 165 desaparecidos e 967 pessoas desabrigadas. No fim da tarde, o corpo de um homem foi encontrado dentro de um rio da região. Às 16h, mais dois corpos de crianças foram achados no Morro da Oficina. Por volta das 12h30, os corpos de uma grávida e de uma criança de dois anos também tinham sido localizados.


As equipes de busca se dividem em três áreas principais — os setores Alfa, Bravo e Charlie, que abrangem regiões como o Morro da Oficina, a Rua Teresa, o Alto da Serra, a Chácara Flora, a Vila Felipe, Caxambu e localidades vizinhas. O posto de Comando Central está localizado no 15º Grupamento de Petrópolis.


Uma forte neblina atrapalha as buscas.


Durante a sexta-feira, a população do município temeu que novos deslizamentos pudessem acontecer. Isso porque voltou a chover forte na cidade no início da noite. Sirenes no primeiro distrito foram acionadas, mas por volta das 21h30 a chuva deu uma trégua.


Para este sábado, a previsão é de que chova ao longo dia. O Climatempo tempo prevê que o dia deve ser de sol, com muitas nuvens e com períodos nublados, com chuva a qualquer hora. O volume de precipitação pode chegar a 22 milímetros ao longo do dia.

Fonte: G1



Postagem Anterior Próxima Postagem