Decretado lockdown na Bahia de sexta (26) até segunda (01). Entenda;





O prefeito Bruno Reis e o governador Rui Costa anunciaram nesta quinta-feira (25) um lockdown com fechamentos começando de maneira escalonada a partir das 17h da sexta-feira (26) até 5h da segunda (1º) na Bahia, por conta do crescimento dos casos de covid-19. Nesse período, só poderão funcionar atividades consideras essenciais.

Quase um ano depois que o primeiro caso de covid-19 foi confirmado na Bahia, o estado passa por mais um momento difícil na pandemia, com o sistema de saúde muito pressionado, conforme destacaram os dois políticos. 

“Apesar de todas as ampliações de leitos que fizemos e continuaremos a fazer, cresce o número de pacientes internados. Então nós, conjuntamente, resolvemos fechar as atividades não essenciais”, disse o governador. “Essa diferença de horários é para escalonar o transporte, não sair todo mundo na mesma hora. Resolvemos fracionar. 17h comércio de rua, 18h bares e restaurantes e 20h shoppings. Com isso dilatamos um pouco prazo do primeiro fechamento até o último fechamento”, acrescentou.

Ele explicou o que é considerado atividade essencial “Toda e qualquer atividade que não esteja relacionada à saúde pública ou alimentação das pessoas. Todas as outras estarão inclusas nesse fechamento. Sábado e domingo todos os horários”; disse. “Isso valerá para todas aglomerações, mesmo em comunicades, eventuais encontros de qualquer natureza não serão permitidos. O objetivo que queremos alcançar é o distanciamento social”.

Bruno Reis afirmou que as UPAs estão com grande pressão. Ele explicou que ontem houve reunião com gestores da Região Metropolitana de Salvador e também com setores empresariais. “Explicamos a gravidade do problema e eles entenderam”, disse. Depois, Rui conversou com prefeitos de outras cidades de regiões que estão muito afetadas pela covid-19, incluindo Feira de Santana. 

A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho, já tinha falado do lockdown na manhã de hoje. “Lauro teve uma combinação com todos os municípios da Região Metropolitana e a capital para que a gente parasse tudo na sexta-feira a partir das 17h até às 5h de segunda-feira”, disse a prefeita, pedindo que a população respeitasse as determinações.

Postagem Anterior Próxima Postagem

correspond