Mestre de capoeira do município de Piritiba morre vítima de covid-19 após 37 dias internado

 Após ficar 37 dias internado em Salvador, o professor João Gomes Vieira, conhecido como ‘João Rico’, morreu vítima da covid-19. Ele era mestre de capoeira no município de Piritiba, na Chapada Diamantina, e era chamado de ‘Mestre Yaô’. O falecimento do professor aconteceu nesta quarta-feira (13) e comoveu a população da região, que perde mais um ente querido e militante do esporte.


De acordo com informações divulgadas pelo site Report News Bahia, “João contraiu o vírus do coronavírus, seu estado de saúde se agravou e ele teve que ser transferido para Salvador. Yaô ficou 37 dias internado na capital baiana”. A prefeitura de Piritiba emitiu uma nota de pesar lamentando o a morte de João Gomes.


“Neste momento de tristeza, a Prefeitura Municipal de Piritiba se solidariza com todos os familiares e amigos e expressa as mais sinceras condolências pela perda”, aponta texto. Conforme informações, mestre de capoeira fazia parte da Associação de Capoeira Regional de Piritiba (ACRP).


Boletim covid-19 em Piritiba

De acordo com o boletim epidemiológico, divulgado nesta quarta-feira (13), Piritiba tem 15 casos ativos de covid-19. Desde o começo da pandemia, 484 pessoas já foram infectados. Desse total, 463 venceram a doença respiratória aguda grave e seis quadros evoluíram para óbito.


Atualmente, dos 15 casos ativos, seis estão internados e nove em isolamento domiciliar. Ainda existem 33 pessoas com suspeita de terem sido contaminadas. Foram 1.125 casos que já foram monitorados pelas equipes de saúde. A prefeitura de Piritiba volta a lembrar a importância do uso de máscaras para sair, manter as mãos higienizadas e praticar o distanciamento social até a vacina chegar.


Jornal da Chapada




Postagem Anterior Próxima Postagem

correspond