Secretário e ex-candidata são condenados por divulgação de pesquisa falsa em Ruy Barbosa.





Na noite desta quarta-feira, 25 de novembro, a justiça de Ruy Barbosa condenou a ex-candidata a vereadora Neuma Lima (conhecia como Neuma do Abala) e o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente Artur Francelino por divulgarem pesquisa eleitoral falsa. 

Cada um deverá pagar o valor de R$ 52.205,00, o que dá um total de R$ 106.410,00 por descumprimento legal. A Justiça compreendeu que a divulgação da pesquisa falsa teve clara intenção de “interferir no ânimo do eleitorado de Ruy Barbosa”. 

Em sua defesa, Artur e Neuma alegaram que, por descuido, encaminharam dados da suposta pesquisa para os grupos de WhatsAap Paraíso News e Esperança FM, mas que o verdadeiro objetivo seria encaminhar a um familiar para que ele averiguasse a veracidade das informações. 

Na decisão, a Juíza da Zona Eleitoral informa: “Apesar “descuido”, os representados confessaram na contestação que efetivamente divulgaram pesquisa sem registro na Justiça Eleitoral nos grupos de Whatsaap Paraíso News e Esperança FM [...]. 

Embora aleguem que a divulgação ilícita decorreu de inabilidade com o aplicativo de mensagens Whatsaap, visto que o intento era direcionar os dados da pesquisa espúria a familiar, logo, fato modificativo do direito do autor, os Representados não demonstraram a veracidade de tal alegação, seja com retratação da postagem indevida ou mesmo sua supressão dos grupos em que foi veiculada. 




Postagem Anterior Próxima Postagem

correspond