Conselheiro Joelton Lopes apresenta projeto de educação dos direitos e deveres das crianças e dos adolescentes

O Projeto Juventude Qualificada, Garantindo o Futuro! faz parte de uma ação inovadora proposta pelo conselho tutelar de Ruy Barbosa Joelton Lopes, a fim de divulgar, orientar e informar as famílias e toda a comunidade sobre os direitos e deveres das crianças e dos adolescentes de nosso município.

Este projeto tem por foco a informação para prevenção de violação de direitos contra crianças e adolescentes. Sendo assim, observou-se a necessidade de realizar um trabalho de conscientização com a comunidade.  Para tanto, elaborou-se um plano de ações que possibilite atingir a sociedade em geral, com o objetivo de assegurar as crianças e aos adolescentes um espaço de cidadania, precavendo-se das diferentes violações de direitos.

Objetivo Geral é orientar a sociedade em geral, sobre os cuidados e a proteção das crianças e dos adolescentes, bem como informar quanto o seu papel dentro da família e da sociedade, proporcionando reflexões e ações sobre os direitos fundamentais, incluindo valores pessoais, morais e a inserção sócio familiar. Constituindo-se como referência de boa pratica de prevenção, aplicar o Art. 136 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90.

Objetivos Específicos
• Visitar e informar os estabelecimentos comerciais sobre a proibição da venda de bebidas alcoólicas para menores de 18 anos, Art. 243 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90;

• Divulgar e prevenir as violências contra crianças e adolescentes, Art. 227 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90;

• Noticiar a comunidade em geral sobre quais são as atribuições do Conselho Tutelar; Art. 136 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90.

• Trabalhar nas escolas o Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, os principais direitos e deveres bem como o uso consciente das redes sociais, redes de proteção social à criança e ao adolescente: limites e possibilidades, ressaltando que o artigo 86 do ECA, configura o que denominamos REDE DE PROTEÇÃO SOCIAL, e deles podemos extrair o papel de cada um dos segmentos, papel esse que a lei estabelece como dever da sociedade em geral.

• Alertar sobre o papel da família na vida dos adolescentes, quanto o uso das drogas, através de palestras, Art. 70 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90;

• Realizar levantamento sobre frequência na unidade escolar, desempenho na sala de aula, criar mecanismo para realizar elo de ligação entre família e escolar, Art. 4 do Estatuto da Criança e do Adolescente - Lei 8069/90.  

 Ações
As ações serão realizadas mensalmente e executadas da seguinte forma:

Fevereiro
Criação de Calendário, levantamento de palestrantes, Desenvolvimento e planejamento das ações, levantamento de custos e elaboração dos materiais.

Março
Visita aos bares, clubes do interior e restaurantes informando e orientando sobre a proibição da venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, com a entrega de termos de esclarecimentos, folders e cartazes informativos.

Abril
Visita aos mercados e postos de combustíveis, informando e orientando sobre a proibição da venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, com a entrega de termos de esclarecimentos, folders e cartazes informativos.

Maio
Campanha sobre a prevenção das violências contra criança e adolescente (18/05):
- Folders
- Cartazes
- Caminhada
- Divulgação na rádio

Junho
ECA 30 anos – FOCANDO NOS DIREITOS E REALINHANDO OS DEVERES
Trabalho nas escolas com palestras para divulgar o ECA e os principais direitos.
Público alvo: crianças entre 7 e 12 anos e adolescentes de 12 a 18 anos

Julho
Ações divulgando as atribuições do Conselho Tutelar, em grupos:
- Grupos de gestantes
- Grupos do CRAS
- Promoção Humana
-  Distritos
- Bairros

Agosto
Palestras com os pais sobre negligência, violência psicológica e saber impor limites de maneira correta.
Pais com filhos até 12 anos.

Setembro
Programas de interversões sobre o combate a violência e exploração sexual infanto-juvenil, aplicações nas escolar e bairros com situações de vulnerabilidade na exploração sexual e violência.

Outubro
Trabalhar o tema: Bullyng nas escolas, realizar projetos na escola sobre interversões no contexto escolar.

Novembro
Trabalhar “Uso consciente das redes sociais”, quais o seus malefícios e benéficos.
Dinâmicas de grupos e palestras dialogadas.
Público alvo: crianças e adolescentes entre 10 e 18 anos
  
Dezembro
Drogas e o papel da família
Palestras (pais e filhos)
• Solicitar como palestrantes
- Delegado (a) Municipal
-  Representantes da CIPA
- Representantes da Policia Civil e Militar
- Promotora da Justiça da Infância e da Juventude

 Tabela de recursos a serem exercidos em 2020
Recursos
Cartazes/ Banners/ Faixas
Folders e adesivos/ Balões
Camisetas
Apresentação teatral
Palestra show
Livrinhos informativos e interativos

Postagem Anterior Próxima Postagem

correspond