Ruy Barbosa Notícias | O Portal de Notícias da Cidade!: Otto Alencar avalia intervenção militar no Rio como ʹequivocadaʹ


Otto Alencar avalia intervenção militar no Rio como ʹequivocadaʹ

Na avaliação do senador Otto Alencar (PSD), a intervenção militar no Rio de Janeiro é uma "medida equivocada" para resolver um problema antigo.

"Não é de agora a situação no Rio de Janeiro. A sequência de governadores do Rio de Janeiro, depois de Garotinho, tem deixado muito a desejar, inclusive a esposa dele [Rosinha Garotinho], Sérgio Cabral...", comentou, em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metrópole, nesta segunda-feira (19).

O parlamentar relembrou que foi relator do Orçamento da Defesa, em 2016, que destinou mais recursos para Marinha, Exército e Aeronáutica. "Conversei com os comandantes e eles disseram que não tinham recursos federais para o custeio nas fronteiras. Tive uma conversa com o general Vilas-Boas. A relação entre prefeitos e crime organizado era normal. Existia uma corporação, quase que era uma cleptocracia [estado governado por ladrões]. Um governo organizado com quem rouba e quem deixa roubar. Ele me falou exatamente assim", contou.

Ainda de acordo com Alencar, as forças armadas têm condições de combater a entrada de armas e drogas, mas estão impedidas pela falta de recursos. "Enquanto não houver investimento nas fronteiras, o Brasil vai ser tomado pela droga de uma forma que ninguém vai sustentar. É uma situação que pode acontecer em outras capitais", concluiu o senador baiano.

Fonte: Metro1